MEU DIÁRIO É UM JARDIM



Que borboletas são essas?
Não as vi voar no céu
Vieram me fazer festas,
Sairam sim, do papel.

Borboletas tomam vida,
Saem do seu relicário,
Quando a alma é referida,
No meu secreto diário.

Ao descrever um jardim,
Com borboletas trigueiras,
Eu tenho cá, para mim,
Sejam elas verdadeiras.

Frutos da imaginação,
Tomam forma, se o poeta
Colocar seu coração,
Na poesia – é coisa certa.

©Mírian Warttusch. Todos os direitos reservados

Canção: "Samba da Benção" de Vinícius de Moraes e Toquinho