ESCONDEDOURO

Dentro dos meus olhos
escuros
escondo o esmalte fosco
dos teus
que jamais pude decifrar.

Dentro de minha boca
úmida
escondo o beijo cálido
da tua
que jamais pude fartar.

Dentro de minha alma
inculta
escondo as roupas sujas
da tua
que jamais pude desnuar.

©Oswaldo Antonio Begiato. Todos os direitos reservados

 

Canção: AlanisMorissette, "Flinch"