VENENO


A casa está imersa
no bojo de uma noite
sufocante e enluarada.

Um silêncio morno
caminha pelas paredes,
povoadas de aromas
e sons tardios...

Tua presença
ainda pica minha pele.
Ave de rapina,
serpente enfeitiçada,
traiçoeiro escorpião...

Tateio o espaço vazio.
Deito, ávida de estrelas...
E é teu o veneno que
sinto escorrer do
meu corpo.

©Helena Jorge. Todos os direitos reservados

Canção:"You Don´t Know My Name", Alycia Keys