PROFANOS


Um sorriso gravado no coração.
Momentos registrados na memória,
Não há no universo suficiente borracha
Que apague nossa bela história.
Mesmo que a distância presente se faça,
A saudade teime nossa alma assolar.
Somos parte de uma jornada chamada vida,
Aprendemos no tempo a nos amar.
Nossos pés estão em solo firme
Nossas almas no infinito vivem a se encontrar.
Marcamos com o fogo dos sentimentos,
Até o mais simples despertar.
Não planejamos futuro – vivemos do momento
Sonhos teimamos em alimentar.
Corações apaixonados é o que temos,
Somos profanos – sempre a desejar!

©Maria Lucilia Cardoso.. Todos os direitos reservados.