Homenagem à Mírian Warttush, por seus versos , seu amor à vida e ao ser humano

 

DESLUMBRAMENTO!

Maravilhosas sendas, através das quais viaja o arguto amor...
Inexplicáveis delírios da alma, que flutua sob esse sabor...
Nada mesmo tem explicação, se do etéreo tudo se abastece
Sentidos alertas, que na mente, então, estranha teia tece...

Assim, pensamento, de tudo alijado, por is só se interpreta,
Num pouso abstrato, que segue a planar, e lhe serve de alerta...
Ciência e loucura, não entendem a vida, o estorvo, a razão,
Separam, espreitam, na alma se deitam, moram no coração.

Um tempo de espera, razão que se cala, pra tudo entender...
Inexplicável tormento, por for a e por dentro,sem nada saber!
Viver e sentir, amar e seguir, estranhos caminhos em bifurcações,

Tonteiam,vagueiam,se alongam, se encurtam, em estreitos vãos,
Até que chegados, enfim, deslumbrados amantes, declamando ilídias,
Deitamos exaustos, cansaço aprazado, em teu "CAMPO DE ORQUÍDEAS!"


©Mírian Warttusch. Todos os direitos reservados