Higanbana

Ela sempre respeitou  o jeito dele , mesmo que doesse, não dizia nada
mas agora, é hora da retirada, ela procura pelo bálsamo para sua ferida
Não há mais cantigas de ninar, nem conversas em tons de sussurros.

vai deixar-lhe apenas uma estrela cadente para esse poente obscuro...
Além do mais, não vai se curar em alguma Veneza,
 mas em Higanbana, o Jardim das Peônias japonesas
Trará consigo a recordação da sua voz , fragmento de desejo e paixão.

Mas seu sentimento se torna uma coisa à-toa
quando palavras lidas assassinam flores recém-nascidas
Esse bosque guardará sua decepção
e a fará lembrar que um dia houve um homem...

a quem lhe entregava seu corpo e sua alma.

Agora,como aprender a arte de desamar?
Mas tudo passa, e algum dia ela lhe agradecerá
 pois nessa terra onde um dia sua lágrima rolou...
 
uma linda peônia desabrochou.


Karla Julia

Canção:"Secret Pond" , Keiko Matsui


 
 

Jenario de Fátima

Tonho França

Valter Montani

Oswaldo Antonio Begiato

Míriam Warttusch

Armando Licurgo

Maria Lucilia Cardoso

Diógenes Pereira de Araújo

Helena Jorge

Fátima Queiroz e sua Arte Digital

Meus Artesanatos, by Karla Julia

 



 
   
 

Campo de Orquideas by Karla
Valter Poeta
Liberdade perfeita
Oswaldo Begiato
Varal da Artes
Mírian Warttusch
Clara Luz do Meu Pensar
Eternal - Fractals
Universo na Poesia
Nivaldo Tavares
Mesa de Cantos
Mil Almas Inquietas
Poeta Cards
Retalhos de Poesia
Luz de Aldebarã
Filha do Sol
Cesar Andrade
Poética Digital