Cantiga para recordar



Desconectados do mundo, vivíamos dias azuis
e dormíamos nas madrugadas plenas de certezas.

“Eu sou nuvem passageira
que com o vento se vai...”
cantava ele, num sorriso que aproximava qualquer distância.

Nunca foi tão verdadeiro como agora,
apesar dessa noite que não acaba mais.
Meu coração, antes, pleno de estrelas,
agora, tornou-se um buraco negro,
onde só encontro refúgio em seus olhos,
debruçados nas janelas de minha alma.

Canta, canta pra mim a canção da nuvem passageira
e pede pra tudo passar!
Pede pra esse inverno não durar
e pra minha dor levar.
Pede que essa noite escura volte a brilhar como antes,
você se lembra?

Tudo era incandescente, e ríamos tanto
que ignorávamos os perigos a nossa volta,
e quando você me olhava eu me coloria

I
N
T
E
I
R
A

com a cor da imensidão de minha paixão
que via refletida nos olhos seus.

“Eu sou nuvem passageira
que com o vento se vai...”




Canta pra mim, uma vez mais...




Karla Julia

Canção: "Todo Azul do Mar" , Guilherme Arantes

 
 

Jenario de Fátima

Tonho França

Valter Montani

Oswaldo Antonio Begiato

Míriam Warttusch

Armando Licurgo

Maria Lucilia Cardoso

Diógenes Pereira de Araújo

Helena Jorge

Fátima Queiroz e sua Arte Digital

Meus Artesanatos, by Karla Julia

 



 
   
 

Campo de Orquideas by Karla
Valter Poeta
Liberdade perfeita
Oswaldo Begiato
Varal da Artes
Mírian Warttusch
Clara Luz do Meu Pensar
Eternal - Fractals
Universo na Poesia
Nivaldo Tavares
Mesa de Cantos
Mil Almas Inquietas
Poeta Cards
Retalhos de Poesia
Luz de Aldebarã
Filha do Sol
Cesar Andrade
Poética Digital