Da Primeira Florada

 



Movi pontes levadiças
só pra te fazer sorrir
cavalguei noites a fio
até te encontrar

e me vi em teu olhar, quieto, deflagrando as madrugadas
derramando versos como quem golpeia o destino
menino lindo...

Nesse reino oculto
que criei como fantasia
acendo velas todos os dias
agradecendo aos deuses
e te celebro entre explícita e rubra

Escrevo esses versos em uma estrela
e depois descanso, pois sei que voltas

S
E
M
P
R
E

Pra me festejar

Ando acordando de madrugada
penso em ti
e nada de voltar a dormir
meus sentidos afloram
bem devagar.

Karla Julia

Canção:"Magnolia", JJCale

 
 

Jenario de Fátima

Tonho França

Valter Montani

Oswaldo Antonio Begiato

Míriam Warttusch

Armando Licurgo

Maria Lucilia Cardoso

Diógenes Pereira de Araújo

Helena Jorge

Fátima Queiroz e sua Arte Digital

Meus Artesanatos, by Karla Julia

 



 
   
 

Campo de Orquideas by Karla
Valter Poeta
Liberdade perfeita
Oswaldo Begiato
Varal da Artes
Mírian Warttusch
Clara Luz do Meu Pensar
Eternal - Fractals
Universo na Poesia
Nivaldo Tavares
Mesa de Cantos
Mil Almas Inquietas
Poeta Cards
Retalhos de Poesia
Luz de Aldebarã
Filha do Sol
Cesar Andrade
Poética Digital