I
INACABADO



"O amor tem de ser reinventado"
Arthur Rimbaud


te reinvento a cada dia
por pura teimosia
não desisto, ... insisto

e todas as noites
acendo velas em castiçais de cristais
nem sei se ainda existo
mas muito sei do que sinto

te reinvento a cada dia,
Um dia anjo
, outro,meu guerreiro
herói, santo ou feiticeiro

E me confundo quando nossas almas,
desavisadas, se tocam

te reinvento num tempo eterno, pois não o verei jamais
respiro nossas lembranças e continuo nossa história
pego o tecido, corto, provo, alinhavo
procurando moldá-lo
ao meu des(a)tino

mas tu; me (arre)matas
antes que consiga (arre)matar-te.

Karla Julia

Canção: "Imbranato", Tiziano Ferro

 

 
 

Jenario de Fátima

Tonho França

Valter Montani

Oswaldo Antonio Begiato

Míriam Warttusch

Armando Licurgo

Maria Lucilia Cardoso

Diógenes Pereira de Araújo

Helena Jorge

Fátima Queiroz e sua Arte Digital

Meus Artesanatos, by Karla Julia

 



 
   
 

Campo de Orquideas by Karla
Valter Poeta
Liberdade perfeita
Oswaldo Begiato
Varal da Artes
Mírian Warttusch
Clara Luz do Meu Pensar
Eternal - Fractals
Universo na Poesia
Nivaldo Tavares
Mesa de Cantos
Mil Almas Inquietas
Poeta Cards
Retalhos de Poesia
Luz de Aldebarã
Filha do Sol
Cesar Andrade
Poética Digital