ROMA





Se misturo força e covardia
é porque nego-me a dizer
aquilo que já sabes...
mas não se deixas convencer

Se nos tornamos amigos
submissos a todas as suas variantes
o que fazer quando te vejo e o amor se pronuncia?

Se teus atos, tuas inconfidências, tuas mãos
sobrevivem aos meus nunca mais, aos meus jamais
Se tua falta virou abismo onde mergulho de cabeça

Procurando nesse salto tua presença
Mas o que encontro é só carência e mais carência
Por que investaste essa tua ausência?

E agora meu amor é...
teimosia, ousadia.
Chega a ser valentia.

Mas acima de tudo, meu amor é...
...pura e simplesmente tua cria.

Karla Julia

Canção: "Fallin"

 
 

Jenario de Fátima

Tonho França

Valter Montani

Oswaldo Antonio Begiato

Míriam Warttusch

Armando Licurgo

Maria Lucilia Cardoso

Diógenes Pereira de Araújo

Helena Jorge

Fátima Queiroz e sua Arte Digital

Meus Artesanatos, by Karla Julia

 



 
   
 

Campo de Orquideas by Karla
Valter Poeta
Liberdade perfeita
Oswaldo Begiato
Varal da Artes
Mírian Warttusch
Clara Luz do Meu Pensar
Eternal - Fractals
Universo na Poesia
Nivaldo Tavares
Mesa de Cantos
Mil Almas Inquietas
Poeta Cards
Retalhos de Poesia
Luz de Aldebarã
Filha do Sol
Cesar Andrade
Poética Digital