Da minha poesia



Tu, que me deste a página em branco
e a tinta para nela escrever
Tu, que foste minha inspiração
é tempo de prestar atenção

Pois o que vou te contar agora
é sinônimo de novas deflagrações
Prepare-se então...
Não parei de escrever sobre ti não

O que sinto por ti ainda será matéria de muitos poemas
O que sinto por ti ainda existe
persiste
resiste

Ainda vai virar referência
pra todo e qualquer pesquisador da palavra amor
Ainda vai virar romance, para depois...
concorrer como melhor filme no festival de Cannes

Dai-me algumas palavras jogadas ao vento
que com elas faço alquimia
e as transformo em pura poesia

E ainda que as palavras se acabem
invento uma nova linguagem
escrevendo sobre teu corpo a palavra
I
N
T
I
M
I
D
A
D
E
e inundando um novo mundo de amor por ti...

Karla Julia

Canção: "L´Amour ", Carla Bruni

 
 

Jenario de Fátima

Tonho França

Valter Montani

Oswaldo Antonio Begiato

Míriam Warttusch

Armando Licurgo

Maria Lucilia Cardoso

Diógenes Pereira de Araújo

Helena Jorge

Fátima Queiroz e sua Arte Digital

Meus Artesanatos, by Karla Julia

 



 
   
 

Campo de Orquideas by Karla
Valter Poeta
Liberdade perfeita
Oswaldo Begiato
Varal da Artes
Mírian Warttusch
Clara Luz do Meu Pensar
Eternal - Fractals
Universo na Poesia
Nivaldo Tavares
Mesa de Cantos
Mil Almas Inquietas
Poeta Cards
Retalhos de Poesia
Luz de Aldebarã
Filha do Sol
Cesar Andrade
Poética Digital