Moinhos de Ventura



Quando bate o vento leste
E ouço o som dos moinhos girando
Sinto meu fidalgo chegando
Com trilhas de epopéias pra me contar.

Quando bate o vento leste
Sento-me tranqüila a seu lado
Tocando banjo enquanto ele proclama
cumplicidades com guerreiros de verdade.

Meu Quixote luta em prol de suas crenças
Carrega na garupa mil quilômetros de aventuras
Uma orquídea sempre traz de suas andanças
Não é à toa que com carinho ele me chama ...
... de sua Sancho Pança.

Karla Julia

Canção: "Vivir Sin Aire" Maná

 

 
 

Jenario de Fátima

Tonho França

Valter Montani

Oswaldo Antonio Begiato

Míriam Warttusch

Armando Licurgo

Maria Lucilia Cardoso

Diógenes Pereira de Araújo

Helena Jorge

Fátima Queiroz e sua Arte Digital

Meus Artesanatos, by Karla Julia

 



 
   
 

Campo de Orquideas by Karla
Valter Poeta
Liberdade perfeita
Oswaldo Begiato
Varal da Artes
Mírian Warttusch
Clara Luz do Meu Pensar
Eternal - Fractals
Universo na Poesia
Nivaldo Tavares
Mesa de Cantos
Mil Almas Inquietas
Poeta Cards
Retalhos de Poesia
Luz de Aldebarã
Filha do Sol
Cesar Andrade
Poética Digital