Amor Porteño


clique na imagem acima e assista ao clipe





Há nas luas de Buenos Aires, doces ares
um enorme querer, mea culpa não há
Tudo reside acima do bem e do mal,
em las calles de Buenos Aires, não ando...
danço.

Há nas noches de Buenos Aires, certos pudores
muitos amores, afagos escritos em lençóis de cetim
Há outros vícios, outra chama, onde trêmula,
transformo-me em uma alma porteña.

E lá, a paixão, é sempre demasiada
avalanche, que me torna uma mulher mais ampla
É por isso que sempre transito entre um Rio e um Bandonéon.



Karla Julia

 
 

Jenario de Fátima

Tonho França

Valter Montani

Oswaldo Antonio Begiato

Míriam Warttusch

Armando Licurgo

Maria Lucilia Cardoso

Diógenes Pereira de Araújo

Helena Jorge

Fátima Queiroz e sua Arte Digital

Meus Artesanatos, by Karla Julia

 



 
   
 

Campo de Orquideas by Karla
Valter Poeta
Liberdade perfeita
Oswaldo Begiato
Varal da Artes
Mírian Warttusch
Clara Luz do Meu Pensar
Eternal - Fractals
Universo na Poesia
Nivaldo Tavares
Mesa de Cantos
Mil Almas Inquietas
Poeta Cards
Retalhos de Poesia
Luz de Aldebarã
Filha do Sol
Cesar Andrade
Poética Digital